segunda-feira, 22 de agosto de 2011

O Maranhão do "seu" Teodoro

"Seu"Teodoro.
Fotos: Carlos Moura CB
Aos 90 anos de idade, ele não desiste de fazer brilhar um pedacinho do seu Estado, o Maranhão (que não por coincidência é também o meu), aqui no coração de Brasília. "Seu" Teodoro é insistente e resistente. Todo ano ele "bota" o boi que leva o seu nome. E, no vácuo dos festejos, traz o que há de melhor, em matéria de folclore maranhense, pra "brincar" aqui também.

"Seu" Teodoro veio pra Brasília para trabalhar na construção da cidade, depois de uma breve escala no Rio de Janeiro. Era funcionário público federal. Desde que chegou aqui nunca abriu mão de fincar as raízes do folclore maranhense por estas plagas. E fez tanto e tão bem feito, que o "Boi do Seu Teodoro" virou patrimônio imemorial de Brasília.

No ano passado, ele entregou aos filhos a missão de tocar a brincadeira. Estava doente. Quase morreu. Não se sabe direito, se pela doença, ou, se pela distância a que foi submetido por ordem médica, dos seus brincantes de boi.

Este ano ele também estava doente. Mas não houve quem lhe prendesse no leito do hospital. Tanto fez que ganhou um camarote especial e foi ver o seu boi de perto. E a festa foi linda, como devia ser. O som da batida dos tambores, dos vários sotaques (matraca, zabumba, orquestra) povoam a minha memória e me levam de volta ao meu Maranhão. O mesmo Maranhão do "seu" Teodoro.

Em 2013, a brincadeira vai completar 50 anos aqui em Brasília. Vai ser uma grande festa. E a julgar pela resistência, ninguém segura ele. "Seu" Teodoro vai abrir o festival. Como cabe a um bom e verdadeiro "amo" do Boi.

Na edição desta segunda-feira, o Correio Braziliense trouxe uma página inteira contando os detalhes da "Matança do Boi" que aconteceu durante todo este fim-de-semana que passou. Se quiser ler a matéria como foi publicada, é só clicar no link aí embaixo.   

http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/diversao-e-arte/2011/08/22/interna_diversao_arte,266486/com-saude-fragil-seu-teodoro-assistiu-a-festa-criada-por-ele-ha-48-anos.shtml

Há alguns anos, o "Boi Barrica" um dos grupos mais respeitados do folclore maranhense, formado por alguns dos meus amigos de infância, lá do Bairro da Madre Deus, tem sido uma das atrações da festa do "Seu" Teodoro. Este ano, não foi diferente. Pra quem não conhece, aí vai um pequeno vídeo com a apresentação do Boi Barrica, do ano passado, cantando um dos clássicos do folclore maranhense: Boi de Lágrima.

Um comentário: