domingo, 19 de junho de 2011

O tesouro

A primeira vez que ouvi Neil Young, eu estava em Maringá, no Paraná. Tinha 16 para 17 anos. E uma canção em especial me marcou, naquele período: Look out for my love, do LP Comes a time. Neil Young é um músico canadense que tem sua orígem musical marcada pelo country music.

Ele está na lista para ser, aos 65 anos, uma das pricipais atrações do festival SWU, que aconteceu no ano passado em Itu e este ano deve rolar em Marília, interior de São Paulo.

É sob esse clima de chegada que foi lançado o novo disco, com velhas canções de Young. Na verdade, "O tesouro" reúne gravações inéditas e ao vivo (fruto da turnê americana de 1984/1985) de músicas que foram compostas para o disco "Old Ways", de 1985. Metade das doze músicas que compõem o disco nunca foram gravadas. Isso é o que lhe dá um caráter de verdadeiro "tesouro".
Em 79, quando o descobri, Young embalava as tardes da turma do colégio Marista. Dividia espaço com a Bossa Nova, com o Clube de Filosofia e com amores juvenis. Velhos tempos, belos dias. O vídeo que você pode assistir aí embaixo é uma pequena amostra de que o tempo passou, mas Neil Young não envelheceu. Como a nossa memória, segue sendo um legítimo tesouro da juventude.  

2 comentários:

  1. Algumas canções, algumas pessoas, não deixamos lá atrás, levamos com a gente. Sempre.

    ResponderExcluir
  2. Maranhão, não tem um jeito de postar diferente deste de selecionar perfil? As pessoas me perguntaram e eu não soube responder. Sempre posto pelo perfil do google, os outros prá mim são um mistério...

    ResponderExcluir