segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Aos cinqüenta, na estrada.


A certidão de nascimento diz que eu nasci pouco depois da meia noite, ou, nos primeiros minutos do dia 20 de agosto. Portanto, cinqüenta anos atrás, eu já estaria nascido.

Há pouco, deixei pra trás a estrada que corta a selva amazônica, na altura do coração do Acre. Cruzei índios e buritizeiros. Lagoas e casas de Madeira. Céu azul, sol e um calor úmido, quase insuportável.

Antes um pouco, meu coração bateu aflito por algo muito comum nestas plagas. O único vôo diário, de Cruzeiro do Sul para Rio Branco, fora cancelado. Um funcionário da Gol, impassível, me deu a informação e disse que começaria em instantes a "seleção dos passageiros que seriam acomodados no vôo do dia seguinte".

Gelei. Pensei rápido e achei melhor enfrentar os 753 km de floresta, de carro. Cheguei em Rio Branco quase nove horas depois. Poucos minutos antes do meu "nascimento". Em verdade, pensei comigo, a estrada, a floresta, o susto, o tempo, o céu azul, os índios, tudo... Fez parte hoje do meu renascimento.

A vida assim, renasce aos cinqüenta. Vou nascendo, como a vida quer. Num roteiro imprevisível. Perdendo amigos queridos - como Margot. Transformando "conhecidos" em amigos de longa data, como Rodrigo. Enxergando outros problemas, com mais frescor do que os que eu enfrento diariamente. Reconstruindo a teia, cerzindo a história, respirando o ar da nova vida.

Sim, a minha vida renasce aos cinqüenta. Como na canção de Milton. Eu já estou com o pé nessa estrada. Qualquer dia a gente se vê. Sei que nada será como antes, amanhã!

3 comentários:

  1. Viva os cinquenta, sempre na estrada, num bom caminho. Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns Maranhão!!!!!!
    Que Deus te abençoe todos os dias da tua vida, em qualquer estrada em que vc estiver trilhando, pois afinal na caminhada/viagem, que é a vida de todos nós, sempre é possível o deslumbramento com paisagens e situações inesperadas. Porém, se for uma via de mão única, onde os riscos são menores, o percurso conhecido e a paisagem tranquila, também é possível encontrar aventuras compartilhadas com os parceiros de desta "longa estrada da vida", em especial com sua linda e divertida família. Felicidades

    ResponderExcluir
  3. Parabéns, Maranhão. Cinquentinha com o pé na estada, muito talento e companheirismo. Continue assim, com paz, saúde e harmonia. Grande abraço.

    ResponderExcluir